Notícias

Adolescente confessa ter tirado vida de criança que desapareceu após ida à igreja

Jovem que cometeu o crime tem 16 anos e confessou o ocorrido para a polícia no interior de MG. Morte foi violenta.

Neste último domingo, dia 18 de setembro, uma menina de apenas 11 anos de idade foi encontrada morta em um matagal. Ela estava desaparecida após ter ido à igreja. O caso aconteceu em Cachoeira do Pajeú, no interior de Minas Gerais.

E de acordo com informações que foram fornecidas pelas autoridades, um adolescente de apenas 16 anos de idade confessou que teve relações sexuais com a vítima, e logo em seguida, a enforcou até a morte. A vítima foi identificada pelo nome de Suzana Rocha Silva.

Segundo informações que foram divulgadas por canais de comunicação, o adolescente encontrou Suzana no sábado à noite, e com isso, segundo ele, os dois teriam tido relações consensuais. Apesar de ele ter dito isso, por ela ser menor de 13 anos de idade, a relação é considerada um estupro.

O jovem ainda disse que durante o ato, passou a esganar a vítima, e percebendo que ela parou de respirar, deixou o corpo no local e fugiu.

Ainda conforme as investigações, o jovem de apenas 16 anos de idade teria utilizado um carro que pertencia ao seu tio para fugir. Ademais, o veículo foi vendido após o crime ter sido cometido. Diante de toda a situação, o jovem foi apreendido. Sua identidade não chegou a ser divulgada.

O caso deve continuar a ser investigado pelas autoridades. Laudos devem confirmar se ela foi abusada sexualmente ou não. Ele também estava com o celular da vítima quando os policiais o encontraram.