TV & Famosos

Após prisão de José Dumont, TV Globo toma decisão repentina; artista participava de novela

A emissora emitiu comunicado oficial após caso vir à tona; "Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado".

José Dumont, aos 72 anos de idade, foi retirado do elenco da novela ‘Todas as Flores’, que seria exibido no Globoplay. Através de um comunicado oficial da Globo, a emissora informou que o ator não fará mais parte do elenco, após o famoso ter sido preso pelo crime de pedofilia.

“O ator José Dumont estava contratado como obra certa especificamente para a novela ‘Todas as Flores’, a ser exibida no Globoplay. Diante dos fatos noticiados, a Globo tomou a decisão de retirá-lo da novela. A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação”, declarou a emissora, através de um comunicado oficial se tratando da retirada do ator do elenco.

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o ator foi preso em flagrante após ter sido pego com o armazenamento de imagens de sexo envolvendo crianças.

José Dumont tem mais de quarenta anos de carreira. Durante sua trajetória, ele chegou a participar de diversas novelas de sucesso, como ‘Corpo a Corpo’, ‘Pantanal’, entre outros. Além disso, já chegou a ganhar alguns prêmios por conta de sua atuação.

Ademais, além de ter sido pego com material de pornografia infantil em seus dispositivos pessoais, o ator também foi flagrado, por câmeras de segurança, aliciando uma criança de apenas 12 anos de idade, a beijando e passando a mão em suas partes íntimas.

O ator teria oferecido presentes em troca de carícias, se aproveitando da vulnerabilidade da criança.

José Dumont na TV

coronel eudoro jose dumont nos tempos do imperador
 Foto: Globo/João Miguel Júnior

Nascido em Bananeiras, na Paraíba, em agosto de 1950, José Dumont começou a carreira no teatro e participou de mais de 40 filmes, como “O Homem que Virou Suco”, “A Hora da Estrela” e “Dois Filhos de Francisco”. Foi premiado como o melhor ator em vários festivais, como o de Gramado, em 1981.

Na Globo, estreou na década de 1970, em programas como “Caso Verdade” e o seriado “Carga Pesada”. Protagonizou o especial “Morte e Vida Severina”, que ganhou o Emmy Internacional. Na emissora, fez mais de 15 novelas e séries.