TV & FamososNotícias

Caminhoneira Sheila Bellaver é internada e revela em vídeo triste notícia

A caminhoneira influenciadora Sheila Bellaver foi internada na unidade de terapia intensiva do Hospital Santa Joana, em São Paulo, na semana passada após passar mal. Ela foi diagnosticada com pneumonia e a equipe médica decidiu lhe deixar internada devido à gravidez.

Sheila atualmente está à espera de uma menina, completando quase sete meses de gestação. No domingo, 5 de junho, ela teve calafrios, espirros e dor. O motorista estava na cidade de Cajamar e foi socorrido inicialmente em um hospital público da região.

Na última postagem na rede social, no final da tarde desta terça-feira (14/6), Sheila apareceu no oxigênio com a legenda informando que estava internada há 10 dias. Ela postou um vídeo em seu canal no YouTube explicando seu tempo no hospital.

“10 dias internada, lutando. Obrigado pelas orações e preocupações!! Sheilinha saberá de tudo isso”, escreveu Sheila na legenda de sua postagem.

WhatsApp Image 2022 06 14 at 20.33.27
Reprodução: Instagram

A influenciadora tem mais de 2 milhões de seguidores no Instagram e foi sorteada com um caminhão rosa há mais de um mês por conta de seus problemas financeiros. A filha de Sheila, Gabriely Franciscon, que também é caminhoneira, acompanhou de perto a internação da mãe.

A equipe médica decidiu aplicar uma injeção na motorista para preparar os pulmões do bebê, caso fosse necessário o parto. Ela gravou um vídeo mostrando aos fãs seu atual estado de saúde ainda bastante abalada, com insônia e fraca. Ela comentou que estava lutando para se recuperar e se livrar do aparelho para manter a gravidez.

No vídeo ela diz que seu caso de saúde está sendo observado, pois ela não consegue dormir direito e não consegue perder o contato com o que está acontecendo porque parte de seus pulmões foi danificado.

Incapaz de sair da cama por uma semana, ele fez tomografias e tentou manter sua filha saudável na barriga. A gestação com um começo muito difícil se tornou perigosa, e acabou encaminhada ao hospital cerca de seis vezes.

Mesmo assim, agradeceu a Deus por ser atendida em um hospital privado e manter seu plano como no estado atual do SUS – Sistema Único de Saúde, devido à necessidade urgente de atendimento de urgência e ainda ter que ficar dias sem alta, se não tratar ela será ainda mais difícil.

Ele fez uma série de exames e ultrassons contínuos para verificar o andamento da gravidez na tentativa de se livrar da pneumonia, que estava sob controle, mas exigia cuidados especiais durante a gravidez.

Por fim, agradeceu a todos que forneceram ajuda e apoio, e está confiante de que está superando essa missão.