Notícias

Homens tiram a vida de professor de maneira brutal ao achar que estavam apartando violência contra mulher

O professor José Rodrigo de Souza, 41, acabou sendo morto por um grupo de homens, após uma grande confusão. Segundo as informações, os autores do crime teriam confundido que o homem estava brigando com a companheira, e por isso acabaram intervindo.

“Eles estavam passando a pé e conversando alto, e eles teriam confundido essa conversa em alto tom com uma possível briga e chamaram atenção da vítima no sentido de ‘olha a mina, não se faz isso’, e ele teria se ofendido, uma vez que não estava brigando com a namorada”, contou a delegada do caso.

homem e mulher brigando em casa 220873 1867
Imagem:Reprodução

Pouco depois de ser acusado por outros personagens da história, ele não teria ficado calado e acabou refutando as acusações. Então mais homens vieram até ele, e o professor fugiu, mas eles conseguiram chegar até ele e bater nele, que foi esfaqueado na coxa, e não resistiu.

A delegada do caso, Tathiana, pediu testemunhas para ajudar na investigação, por se tratar de homicídio coletivo qualificado. Portanto, qualquer informação é essencial para concluir o processo, algo realmente triste e por um motivo fútil.

Logo o caso teve muita repercussão e mais uma vez evidenciou a ignorância e intolerância do povo. A família do falecido professor pede justiça diante de tamanha brutalidade feita a ele, algo realmente triste e difícil de entender, o que evidencia a violência atual no Brasil.

O Brasil continua sendo um dos países mais violentos do mundo, muitas capitais são marcadas pelo grande número de denúncias de homicídios. A maioria delas sempre acontece por motivos fúteis, algo que revolta a população e mostra os perigos que cercam a sociedade dia após dia.