Notícias

Idoso que foi mordido por cobra precisou cortar o dedo e viveu infeliz descoberta

Um homem assustou seus familiares ao agir impulsivamente após ser picado por uma cobra. Zhang, um homem de 60 anos, foi atacado pelo animal e na tentativa de conter o veneno para que não se espalhasse, cortou o próprio dedo sem pensar muito.

A situação ocorreu na China, perto da cidade de Hangzhou. Toda a situação já seria bastante traumatizante para o idoso, mas acontece que ele teve uma infeliz surpresa ao chegar ao hospital.

Zhang viajou uma distância de quase 100 km para chegar ao hospital na cidade de Hangzhou. Ao chegar ao hospital sem o dedo, que havia cortado logo após ser picado pela cobra, o idoso foi atendido e recebeu um diagnóstico diferente do que esperava.

O homem havia arrancado desnecessariamente seu próprio dedo. O veneno da cobra que mordeu Zhang não era tóxico.

Segundo os médicos, o idoso pensou ter sido atacado por uma cobra conhecida como “cobra dos cinco passos”. Esse apelido é dado porque ao picar um humano, ele não consegue andar nem 5 passos antes de morrer por causa do veneno. Mas a cobra que mordeu Zhang é Deinagkistrodon e não tem veneno letal.

Os médicos notaram que, quando chegou ao hospital, o idoso não apresentava nenhum sintoma de picada de cobra venenosa. Não houve sangramento nas gengivas, dificuldade para respirar ou dores de cabeça. O único ferimento grave do velho era a falta de seu dedo, que ele mesmo havia cortado.

Para piorar a situação, o dedo não pode ser implantado novamente. No susto, Zhang saiu de casa e deixou o seu dedo arranca, no local do ocorrido. Se Zhang tivesse levado consigo seu membro retirado, os médicos conseguiriam reimplantá-lo com sucesso, segundo eles.