NotíciasTV & Famosos

Leandro Lehart dispara para vítima de abuso dizendo: ‘Se sentir no direito de me denunciar, faça’

Rita de Cássia Corrêa, de 40 anos, relatou ao Fantástico os detalhes de um crime hediondo. Ela acusa o cantor e compositor Leandro Lehart de estupro.

O programa Fantástico conversou com Rita de Cássia Corrêa, identificada como a mulher que sofreu estupro por parte do artista Leandro Lehart, que chegou a fazer parte do grupo ‘Art Popular’, ficando muito famoso no Brasil por conta de suas músicas. Ela chegou a contar que sofreu um abuso repugnante e que aquilo destruiu a vida dela.

Leandro chegou a ser condenado pela Justiça a mais de 9 anos de prisão. Ele responde pelos crimes de estupro e cárcere privado. No momento, ele está negando todas as acusações.

Rita ainda disse que seis meses após o abuso ter acontecido, Leandro chegou a procurar por ela novamente. Com isso, ela teria contado como se sentia. Diante disso, ela teria escutado as seguintes palavras do artista:

“Se você se sentir no direito de me denunciar, faça. Não ficarei chateado”.

Ademais, contou que naquele momento, ele teria reconhecido o abuso. Logo em seguida, Rita revelou que passou a aceitar ajuda financeira, acreditando que se tratava de um amigo, mas descobriu que apenas estava sendo comprada em troca de seu silêncio.

“Uma vez foi R$ 900. E acho que duas vezes um valor baixo, eu acho que R$ 400 e R$ 200”, contou.

E um ano após ter a ajudado financeiramente, Leandro registrou um Boletim de Ocorrência, alegando que Rita estava extorquindo dinheiro dele, através de chantagem.

O músico alegou que os pedidos de ajuda, por parte dela, “passaram a ter conotação de chantagem ou extorsão”. O caso continua a ser investigado pelas autoridades.