Notícias

Mulher expõe na internet que amamenta o filho enquanto faz amor: ‘Nada de errado’

Ela rapidamente sofreu uma onda de ataques. Segundo os internautas, que se posicionaram contra, tal ação é um 'absurdo'.

Asha Mille, uma Youtuber de San Diego, nos Estados Unidos, tem mais de 500 mil pessoas inscritas em seu canal e mãe de três filhos. Nas suas redes, ela revelou que amamentou seus filhos enquanto fazia sexo.

O vídeo viralizou bastante e rendeu uma grande quantidade de críticas e, diante dos comentários, Tasha disse: “O bebê estava dormindo enquanto mamava e ele é muito ligado a mim. Se o bebê está dormindo, e novamente sendo honesta e falando de maneira adulta, todo mundo gosta de sexo e não tem segredo sobre isso”, iniciou ela falando do assunto.

“Eu acho que não tem problema nenhum fazer sexo durante a amamentação se o bebê está dormindo”, disse ela em entrevista ao programa de TV This Morning.

A youtuber também salientou: “Se o bebê está bem, então o bebê está bem. O bebê não está lá olhando e pensando: ‘Minha mãe e meu pai estão fazendo sexo’. É um bebê de dois ou três meses, eles são inocentes”.

Em seu canal no Youtube Spiritual Tasha Mama, ela postou um vídeo, no ano de 2015, e defendeu, afirmando que ela e o marido não veem nenhum problema em amamentar o filho enquanto fazem amor. Segundo eles, ambos conseguem conciliar muito bem as duas coisas.

“Eu me lembro dele dormindo comigo enquanto eu fazia sexo com meu ex marido e não acho que tinha nada demais. Nós somos seres sexuais”, concluiu ela em seu vídeo.

Em seu canal no YouTube, a mulher faz diversos vídeos sobre problemas enfrentados na gestação, amamentação e outros diversos tópicos. Apesar das críticas, existem aquelas pessoas que elogiaram a atitude do casal.

“Isso é completamente natural. Não sei como algumas pessoas com lavagem cerebral podem ver isso como algo nojento”. Tasha diz que ouve as críticas sobre essa prática, mas que sente apenas “compaixão por quem as faz”.

“Como você consegue ficar excitada enquanto amamenta? Eu concordo com ela que sexo é algo importante e natural, mas vamos lá, não enquanto está amamentando seu bebê! Espere alguns minutos!“, criticou uma internauta.

“Isso é algo inaceitável“, disse outra seguidora. “Você não merece nem ser chamada de mãe”, criticou mais uma.

Comissão aprova projeto que garante direito de mães a amamentarem em público

A Comissão dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados acertou, no ano passado, um projeto determinando que o aleitamento materno é direito de todas as mães e das crianças, exercido livremente em locais públicos e privados de uso geral, sem poder sem vedado qualquer tipo de constrangimento, repressão ou restrição ao seu exercício.