Notícias

Sequestrador de irmão de Zezé Di Camargo pede ajuda a Deus em presídio do PCC

Moacir Francisco Oliveira foi preso após a acusação de sequestro do irmão do cantor Zezé Di Camargo. O criminoso que hoje está com 61 anos, na oportunidade daquele crime chegou a cortar parte da orelha de Wellington José de Camargo, no entanto, agora Moacir encontra-se em uma Penitenciária de São Paulo que é apontada como um dos maiores redutos do PCC.

O preso foi condenado a 119 anos por uma série de crimes agravantes. Em petição enviada ao Tribunal de Execução da Capital, pedindo uma unificação das penas, Moacir diz que está preso há uma eternidade e argumenta que só tendo Deus no coração para aguentar tanto sofrimento.

Moacir se encontra recluso na P-1 de Avaré desde 24 de março de 2007. Vale destacar que essa já é a sua segunda passagem à unidade penitenciária. A primeira inclusão ocorreu em 2 de abril de 1991, após transferência da Penitenciária Central de Piraquara (PR).

Na segunda semana do mês de novembro de 1995, Moacir foi transferido de Avaré para a Penitenciária 2 em Hortolândia (SP), de onde fugiu em 9 de fevereiro de 1996. Em março de 1999, foi preso novamente em Campo Grande (MS), desta vez pelo sequestro de Wellington.

Quando se encontrava nas ruas, praticando crimes hediondos, Moacir foi classificado por policiais de São Paulo, Paraná, Goiás e Minas Gerais como o integrante mais violento do chamado clã dos Oliveiras, gangue altamente perigosa e responsável por sequestros, assassinatos, roubos a bancos e ataques a carros-fortes.

wellington camargo

Violência e frieza

E foi com requintes de crueldade que Moacir cortou com uma faca uma parte da orelha esquerda de Wellington para intimidar a família do cantor a pagar a quantia de US$ 5 milhões exigidos inicialmente. O pedaço da orelha cortada foi enviado para uma emissora de televisão.

O sequestro aconteceu em 16 de dezembro de 1998 em Goiânia. No entanto, o crime, era planejado oito meses antes por Moacir e os irmãos José Francisco de Oliveira e Ademir Francisco de Oliveira na chácara Quinta dos Sonhos, em Abadia de Goiás.