Notícias

Vídeo de casa que jorra sangue assusta moradores do Paraná; Polícia investiga o fenômeno surreal

A população do município de Cambé, na região metropolitana de Londrina, no Paraná, está horrorizada com a casa que jorra sangue. Nas redes sociais, vídeos mostrando o interior da mansão rapidamente se tornaram populares e aterrorizaram muitos internautas.

A Polícia Civil do Paraná acabou sendo chamada para enviar uma equipe para casa com a finalidade de investigar o que realmente estava acontecendo no local. Uma família teria feito um vídeo mostrando como o líquido vermelho jorrando das paredes do imóvel e até em alguns móveis.

O líquido vermelho lembra sangue e escorre pelas paredes e móveis da casa. Um laboratório privado colheu uma amostra e concluiu que era realmente se tratava de sangue, O Positivo, para ser mais exato.

Os moradores da casa constataram que esse fenômeno ocorre quando um idoso transita pelos cômodos. Quando ele anda pelo local, o sangue começa a escorrer pelas paredes e móveis, mas quando outro morador passa pelo mesmo ambiente, nada acontece.

Na quarta-feira (27), um legista criminal deve visitar a mansão para fazer um exame pericial e tentar descobrir o que realmente está acontecendo na casa. Para a família, isso que ocorre é algo sobrenatural, então chamaram um padre exorcista para comparecer na casa.

Em 2008, outro caso semelhante à este ocorreu na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo. O caso na época teve grande repercussão, mas foi feito um exame de sangue na parede e descobriu-se que era de uma mulher de 65 anos que morava na mansão.

Descobriu-se que a mulher estava com sangramento de varizes e o médico disse que às vezes a pessoa não notava o “jorrar” de sangue.