NotíciasTV & Famosos

Você consegue? Jovem que vira o pescoço ‘ao contrário’ impressionou os famosos na internet

Julia Barini, 23, é professora de dança, influenciadora digital e estudante de educação física, mas só ficou conhecida nesta semana, por uma habilidade incomum: contorcer o pescoço a ponto de parecer que ele está ao contrário! A jovem fez com que sua ‘pescoçada exótica’ viralizasse na internet e hoje ela é famosa nos vídeos do TikTok.

Ela contou que faz esse movimento desde criança e que não sente dor, mas pede cautela para ninguém tentar o movimento sem os devidos cuidados.

Em 2020, com a chegada da pandemia, ela precisou se adaptar já que parou de lecionar na faculdade onde estudava e ficou sem alunos de dança. Ela também precisou voltar a morar com os pais, em Vidal Ramos (SC), e assim, decidiu criar conteúdo na internet para passar o tempo.

“A bolsa de projeto de extensão que nós, estudantes de educação física, conseguimos para dar aulas em universidade para as pessoas de comunidade acabou durante a quarentena e eu precisava fazer alguma coisa”, relata.

Julia iniciou postando vídeos no TikTok dançando de forma elaborada. Até que quis abranger o nicho do humor e decidiu criar um conteúdo mexendo o pescoço para trás. A habilidade inusitada chamou a atenção de famosos nacionais e internacionais, tal como: Snoop Dogg, Tirulipa, Kondzilla, João Luiz, ex-BBB, e de várias páginas famosas que republicaram seus conteúdos.

O mais antigo deles mostrando seu contorcionismo, um dos mais famosos e republicados, foi criado em maio de 2021 e conta, até hoje com mais de 45,5 milhões visualizações e cerca de 3,3 milhões curtidas.

Atualmente, Barini conta com mais de 5 milhões de seguidores em seu TikTok. Ela também imita animais, como golfinho, consegue virar o punho a 360º e dançar enquanto coloca o pescoço para trás, o que desperta a curiosidade de muitos.

“Onde você aprendeu isso?”, é a pergunta mais frequente que a estudante recebe. Sobre a flexibilidade, algumas brincam: “Um significado totalmente novo para ‘cuidado com as costas” e “vou ter pesadelo de noite, certeza”.

A professora de dança fala que alguns seguidores entraram em contato com ela pontuando sobre a possibilidade de ela ter hipermobilidade, o que nunca foi diagnosticado para ela. Segundo Julia, a dança lhe ajudou a conseguir aprimorar frequentemente sua movimentação corporal.

“Fico surpresa com as reações das pessoas até hoje. Que eu saiba, quase ninguém consegue me imitar”, diz ela.